Familia feliz

25 dicas para criar um filho feliz

Às vezes, os pais ficam irritados e gritam com os filhos por causa de mau comportamento ou fadiga. Obviamente, usando esses métodos de educação, eles não param de amar crianças. Mas a criança ainda ouve uma grande quantidade de negatividade endereçada a ele. Para que uma criança cresça psicologicamente saudável e equilibrada, uma atmosfera de amor e tranquilidade deve reinar em casa. Os pais devem mostrar que amam o filho, percebê-lo como ele é. Depois disso, ele se tornará um homem autoconfiante e passará a vida sem medos e medos. Portanto, os pais devem proporcionar à criança uma atmosfera dessas. Para conseguir isso, eles precisam trabalhar, antes de tudo, consigo mesmos. Se você deseja que seu filho cresça em um ambiente descontraído, use as seguintes dicas.

  1. Não há necessidade de mudar a responsabilidade por sua reação às crianças. Muitas vezes, os pais sentem sua própria impotência, como resultado da qual assumem a posição de criança. Eles dizem: “Você quer que eu te repreenda ainda mais?” Ou “Eu te coloco em um canto?” Os pais não devem perguntar aos filhos sobre isso. Esta é a decisão deles.
  2. Responsável por suas ações você mesmo. Não é a criança que te incomoda, mas você fica com raiva quando ela faz o que é impossível ou o que você não gosta. Se você aceitar a responsabilidade por seu comportamento e reação, poderá gerenciá-los. Mas uma situação pela qual você não é responsável é impossível de mudar.
  3. Analise a si mesmo. Todos os pais devem aprender da melhor maneira possível a identificar o mecanismo pelo qual suas reações ao comportamento da criança ocorrem. Somente dessa maneira será possível entender o que exatamente está começando a tirar você de um estado de equilíbrio.
  4. Não excesso de trabalho. Quando os pais estão envolvidos no trabalho, nas tarefas domésticas, resolvendo problemas do cotidiano e ao mesmo tempo forçados a criar um filho, isso geralmente leva ao excesso de trabalho e à exaustão nervosa. Não devemos nos esquecer de nós mesmos e colocar nossas próprias necessidades em segundo plano. Durma bastante, coma direito, não se esqueça dos seus hobbies e atividades físicas. Somente assim você pode se acalmar com pais equilibrados que criam seus filhos em uma atmosfera harmoniosa.
  5. Não se apresse. Muitas vezes caímos nas crianças quando elas fazem algo devagar, e nossos planos são frustrados por causa disso. Você precisa entender que as crianças ainda não sabem quanto e, portanto, não devem ser responsabilizadas por sua lentidão. Não fique nervoso e se apresse demais.
  6. Aprenda a formular solicitações e requisitos. Muitas vezes, é difícil para as crianças entenderem o que exatamente seus pais querem deles. Afinal, às vezes esquecemos que estamos conversando com uma criança e falamos a língua dos adultos. Frequentemente, os avisos parecem agressivos. Por exemplo: “não toque”, “não vá para lá”. É melhor dizer com calma: “Afaste-se deste gato e venha aqui”. A criança perceberá as informações desta forma muito melhor e responderá mais rapidamente.
  7. Não mostre seu bebê de mau humor. Quando você se comunica com uma criança, não deve transferir seu mau humor para ele por causa de vários problemas. As crianças sentem esse humor muito bem e o adotam pelos pais. Lembre-se de que você pode criar um filho calmo apenas se estiver calmo.
  8. Não defina tarefas para a criança que você mesmo não pode lidar. Muitas vezes, você pode assistir a foto quando a criança chora muito, e a mãe, em vez de acalmá-lo, grita alto. Acontece que ela exige que a criança lide com emoções quando ela mesma não sabe como.
  9. Se você aprender a educar seu bebê em absoluta calma e atmosfera de amor, isso afetará positivamente não apenas ele, mas também você e todos os membros da família. Quando uma atmosfera calma e harmoniosa reina na casa, as relações entre todos os membros da família serão muito melhores.
  10. Se você sente que uma criança o provoca e irrita deliberadamente com seu mau comportamento, você precisa pensar nas possíveis causas desse comportamento. Como regra, as crianças nos provocam quando não têm atenção.
  11. Siga as palavras. Sempre acompanhe o que e como você está dizendo ao seu filho. Cuidado especial deve ser tomado em como você o critica. É importante criticar as ações da criança, não ela mesma. Não diga que ele te deixa com raiva. Melhor dizer que você está com raiva quando ele se comporta mal.
  12. Não tenha medo de aprender. É necessário não apenas ensinar algo à criança, mas também estar aberto a novos conhecimentos e habilidades.
  13. A melhor posição dos pais ao criar filhos é um cuidado imperioso. Nesse caso, você deve ser uma pessoa madura, forte e confiante. Mas, tendo conseguido isso, você pode criar um filho sem usar gritos. A criança deve confiar em você e reconhecer sua autoridade.
  14. Para aprender novos métodos de educação, recorra a pessoas mais experientes, leia livros, consulte especialistas. Assim, você pode identificar seus próprios erros e concluir como a sua metodologia educacional está correta.
  15. Não seja muito exigente consigo mesmo e não espere resultados momentâneos. Para se tornar um bom pai, você precisa fazer um esforço e dedicar muito tempo a isso. Todo sucesso deve ser observado, elogie-se por isso. Tente melhorar todos os dias, mas não se julgue muito severamente. Afinal, ninguém é um pai ideal. Erros fazem tudo.
  16. Não se esqueça de dizer aos seus filhos que os ama muito sem motivo algum. Eles precisam ser elogiados, às vezes até sem razão. Além disso, o contato físico entre pais e filho é muito importante. Abrace e beije o bebê o mais rápido possível.
  17. Acredite na criança e também que suas intenções são boas. Não pense que uma criança se comporta mal por despeito ou por outros motivos negativos. Como regra, as crianças sempre se esforçam para ser boas para os pais. E por mau comportamento, há uma variedade de razões. Além disso, as crianças nem sempre entendem o que é ruim e o que é bom. A tarefa dos pais é ensiná-los.
  18. Não há necessidade de “treinar” a criança, você precisa construir relacionamentos com ela. O processo de educação não deve consistir apenas de punições e proibições. Você deve se certificar de ter um relacionamento de confiança com seu filho. Se você tiver exatamente esse relacionamento, será fácil educá-lo em um ambiente calmo. A criança procurará ouvi-lo e imitá-lo.
  19. Não confunda conceitos como permissividade e amor. Uma criança desde tenra idade deve entender que existem certos limites que não podem ser ultrapassados. Portanto, será muito mais fácil para ele se orientar no mundo ao seu redor. Afinal, nem sempre estará perto de você. Ele terá que se comunicar com adultos e seus colegas no jardim de infância e na escola.
  20. Se você proíbe algo, isso deve ser feito com a ajuda de uma posição de cuidado imperioso. Quando você define alguma regra, ela deve ser clara e sempre respeitada. Sempre, diga à criança o motivo da proibição. Dessa forma, você pode facilmente alcançar a criança. Ele entenderá que você não quer apenas proibi-lo de fazer o que ele quer, mas você tem razões para isso.
  21. Não proíba que seu filho esteja com o humor que ele sente, nem mostre suas emoções. Você deve aceitá-lo e amá-lo de qualquer modo, e não apenas exemplar. Esta será uma prova do seu amor por ele.
  22. Você não deve esperar muito da criança, nem compará-lo com crianças familiares. Ele deve entender que ele merece amor, não por nenhuma ação, mas já pelo que ele é.
  23. Esteja do lado do bebê quando outras pessoas o criticarem ou o educarem. Se você se opuser a ele junto com a pessoa que o repreende, criará uma situação traumática para a psique dele. A criança perceberá um comportamento como a sua traição, isso pode prejudicar sua confiança em você. O processo de educação adicional pode se tornar mais complexo.
  24. Elogie com mais frequência. Às vezes, os pais têm medo de elogiar seus filhos para não estragá-los. Mas, de fato, isso se tornará uma boa motivação para melhorar e encantar você. Caso contrário, a criança não estará interessada em conseguir nada, porque ninguém notará suas vitórias.
  25. Não se julgue por erros. Lembre-se de que você está apenas aprendendo a ser pai. Afinal, ninguém nunca nos ensinou isso. Se você cometer erros, poderá corrigi-los. O principal é querer isso.

Os pais jovens devem entender que a criança é afetada não apenas pela educação, mas também pela situação em casa, jardim de infância, escola, amigos. Mas é o amor dos pais que ajuda a criança a se tornar forte, feliz, alegre e lidar com as dificuldades.

7 erros parentais que impedem que as crianças tenham sucesso

Muitas vezes, os pais, sem perceber, cometem erros ao criar um filho. Isso se aplica não apenas àqueles que não prestam atenção ou cercam insuficientemente as crianças com amor, mas também aos pais mais amorosos e atenciosos. Tais erros são cometidos simplesmente por ignorância, mas no futuro eles podem impedir que um adulto seja bem-sucedido em uma área específica. Às vezes, afeto e amor são necessários para uma criança, e às vezes é supérfluo.

Pai olhando o filho
Pai olhando o filho

Segundo os especialistas, existem sete dos erros mais comuns que prejudicam o desenvolvimento de habilidades de liderança em uma criança. Como resultado desse comportamento dos adultos, ao amadurecer, a criança terá problemas ao criar uma família, avançar na carreira e também em outros momentos.

1. Não deixe as crianças correrem riscos

Na vida moderna, as crianças estão em perigo em todos os lugares. Os pais e os avós estão muito preocupados com os filhos e, às vezes, seus cuidados se tornam excessivos. Mas os especialistas têm certeza: para que uma pessoa não sofra de várias fobias na idade adulta, ela deve brincar na rua com outras crianças, poder cair, rasgar o joelho etc. O bebê precisa cair várias vezes para entender que vai doer. A próxima vez que ele tentará se proteger de cair. Na adolescência, a criança deve sobreviver a todos os bons e maus que estão no primeiro amor. Só assim ele pode se tornar uma pessoa emocionalmente madura e, no futuro, construir relacionamentos adultos já longos. Quando os pais não permitem que os filhos corram riscos, uma pessoa arrogante cresce com eles, mas com baixa auto-estima.

2. Corra imediatamente para o resgate

Hoje, as crianças não possuem as habilidades que eram características da criança há cerca de 30 anos. Os pais se importam demais com os filhos. Quando eles não conseguem, eles imediatamente vêm ao resgate. Dessa maneira, os pais não permitem que a criança resolva o problema.

Como resultado, a criança já está se acostumando ao fato de que, se ocorrer algum problema, alguém vai ajudá-lo. Então, ele nem tenta resolver sozinho. Isso não significa que a criança é má. Eles apenas ensinaram isso a ele. Na idade adulta, essa pessoa será mal adaptada a diferentes situações da vida.

3. Admira rápida e facilmente

Nos anos 80, um movimento começou a aumentar a auto-estima. A regra entrou em vigor, segundo a qual “todo competidor merece uma recompensa”. Acreditava-se que, graças a isso, toda criança poderá sentir que é especial. Mas foram realizados estudos, graças aos quais foram reveladas as consequências inesperadas do método.

A criança começa a entender que apenas os parentes a consideram especial, e outras pessoas têm uma opinião diferente. Ele tem dúvidas sobre como seus pais o avaliam objetivamente. Ele está satisfeito por eles o elogiarem, mas ele percebe que isso não é merecido. Com o tempo, isso levará ao fato de que a criança começa a mentir e inventar conquistas inexistentes.

4. Incentivar imerecidamente

No processo de educação, você precisa não apenas ser “bom”, mas também “ruim”. De fato, na vida, a criança ainda enfrentará muitos problemas e dificuldades. É importante que ele não se estrague. Portanto, você nem sempre pode atender aos pedidos da criança. Melhor recompensá-lo pelas ações que realmente exigem encorajamento. A criança deve entender que, para conseguir algo, você precisa fazer algo.

5. Não compartilhe seus próprios erros

Quando uma criança cresce, ela se torna mais independente. Na vida, ele tem que preencher seus inchaços. Os pais devem deixá-lo aprender com seus próprios erros. Mas, ao mesmo tempo, eles devem ajudá-lo a resolver problemas. De fato, para isso, os pais são necessários. Você pode falar sobre os erros que cometeu. Mas isso deve ser expresso na forma de uma história ou conselho, mas não deve ser como moralizar. Diante de um problema, a criança aprenderá a responder adequadamente a essas situações, a encontrar soluções, confiando apenas em si mesma. Diga a ele que sentimentos você teve quando encontrou problemas semelhantes, como saiu da situação e qual deles aprendeu.

6. Confundir talento com maturidade

Quando os pais entendem que seu filho tem uma inteligência bem desenvolvida, eles automaticamente acreditam que ele tem uma psique madura e está pronto para enfrentar a realidade. Isso é um erro. Inteligência e talento podem não ter nada a ver com a vontade de enfrentar problemas e maturidade. Portanto, uma criança superdotada deve desenvolver e receber a mesma educação que as outras crianças. Ele deve aprender a aplicar seu talento na vida real, interagir com as pessoas, resolver problemas. Caso contrário, talento ou excelentes habilidades mentais podem não ajudá-lo na vida, mas interferem.

Criança estudando
Criança estudando

7. Nós não fazemos o que ensinamos às crianças

Para que os pais sejam uma autoridade real para o filho, eles devem ser um exemplo para ele. Uma criança cresce em uma família, e é ela quem é um exemplo de vida futura para ele. Se os pais não tiram o lixo, mas ensinam a criança, isso parece ridículo. E essas instruções não trarão resultados. O mesmo se aplica à responsabilidade, justiça, maus hábitos, expressões obscenas, manutenção da ordem e limpeza da casa, etc. Se você deseja criar uma pessoa digna, você mesmo deve ser uma pessoa digna. Os pais em tenra idade são uma enorme autoridade para a criança. É com eles que ele dará um exemplo. E ele transferirá muitos hábitos e regras para a vida adulta.

Posts created 225

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Related Posts

Begin typing your search term above and press enter to search. Press ESC to cancel.

Back To Top